My Click Coach Miami
My Click Coach Brasil

Seja um assinante e receba gratuitamente nossas dicas e informações.

POR QUE TANTA GENTE FALA MAL DE REFRIGERANTES "ZERO" EM DIETAS SE ELES TEM BAIXA CALORIA?



Esta é uma pergunta que é feita por muita gente e muitas vezes. Existem alguns conceitos que precisam ser incorporados pelas pessoas que desejam emagrecer e manter o corpo saudável. Uma delas é que em uma alimentação prescrita para perda de gordura não se deve levar em conta apenas a quantidade de calorias ingeridas, mas também os nutrientes e a qualidade dos nutrientes. Antes de falar propriamente do refrigerante, vamos falar um pouco do que pode e o que não pode.

Quem foi meu aluno deve ter ouvido em algum momento, durante as minhas aulas, a seguinte afirmação. “Nosso fígado não lê Código Penal”! O que eu quero dizer com isso é muito simples. Para você entender o que pode e o que não pode, você não deve levar em conta apenas as leis humanas. Você tem que saber um pouquinho das leis que regem o funcionamento do nosso corpo. Por exemplo: segundo a lei dos homens, a bebida alcoólica não pode ser ingerida por menores de 18 anos de idade. Sim, mas por que? Não é porque não faz mal para maiores de 18 anos, muito menos porque faz mal para menores de 18 anos. É porque se espera que com 18 anos de idade as pessoas já tenham discernimento para saber usar uma substância que pode trazer problemas ao dirigir, ao conviver em sociedade etc. O álcool fará mal para maiores e para menores de 18 anos. Sim, para crianças o estrago é maior. O fígado não muda seu funcionamento após os 18 anos de idade. Se você ingerir muito álcool vai fazer muito mal, se ingerir um pouco vai fazer menos mal. Simples assim. A escolha é pessoal, desde que tenha conhecimento do que significa ingerir álcool.

E assim é o raciocínio para outras substâncias. As substâncias que fazem mal para nossa saúde deveriam não ser usadas, ou deveriam ser muito pouco usadas, se você não quer os efeitos colaterais delas. Os alimentos industrializados normalmente possuem uma grande quantidade de substâncias que não fazem parte do cardápio do ser humano. Isso quer dizer, conservantes, estabilizantes, corantes e outros mais. Todas essas substâncias quando ingeridas precisam ser jogadas fora, não fazem parte da nossa alimentação, não nos nutre. Porém, elas serão absorvidas, isso quer dizer que uma vez ingeridas elas vão para a corrente sanguínea. No sangue, para serem retiradas elas precisam ser processadas, ou seja metabolizadas, pelo fígado e eliminadas pelos rins através da urina.

Em uma dieta saudável, devido aos processos de digestão, manutenção do organismo e produção de energia, muitas toxinas são formadas. É função do fígado e dos rins eliminar essas toxinas. Se além das toxinas naturalmente formadas, houver ainda a ingestão de mais substâncias que também deverão ser processadas pelo fígado e pelos rins, eles serão sobrecarregados. Agora acrescente a isso tudo uns 40 anos, ou 50 anos de funcionamento com sobrecarga.

Se uma pessoa desde criança tem uma alimentação ruim, cheia de substâncias que fazem mal, aos 40 ou 50 anos, o fígado e os rins poderão estar funcionando precariamente. Isso não é uma regra, isso tudo depende da genética, do meio ambiente e outras coisas. Mas é uma possibilidade que muitas pessoas não sabem, não vem ou não querem ver, até que a enfermidade aparece. Então ouvimos: “Como isso foi acontecer comigo”? Acontece porque durante anos houve uma sobrecarga hepática e renal e chega um momento que esses órgãos já não conseguem funcionar bem. Pode acontecer também com o sistema digestório. Mas o importante não é adivinhar quem vai falir primeiro, e sim evitar que aos 40, 50 ou mesmo aos 90 a qualidade de vida seja precária.

O refrigerante é um desses produtos industrializados cheios de substâncias nocivas e em grandes quantidades. Além disso é uma bebida barata, que muitas pessoas gostam e se encontra em qualquer lugar para vender. Tudo isso para dizer que o refrigerante é consumido em quantidades muito, muito grandes por muitas pessoas. Quando uma pessoa se propõe a procurar um BOM profissional de nutrição e está buscando uma alimentação saudável, muitas concessões acabam sendo feitas, porque é muito difícil ser 100% saudável. Quero dizer, uma vida saudável não deve impedir que a pessoa possa comer fora, possa tomar um sorvete as vezes etc., mas o refrigerante zero muitas vezes não é liberado porque as pessoas não têm bom senso...não vão tomar apenas um copo no domingo. Se o refrigerante zero não tem calorias, pensam as pessoas, posso tomar quanto eu quiser! E não é bem assim.

A maior diferença entre o refrigerante normal ou regular e o zero é a quantidade de açúcar. O resto é muito parecido e muito nocivo. Não tem como um bom nutricionista indicar ou liberar uma bebida que seja tão nociva para o corpo. Os dois são muito prejudiciais para a saúde. Um deles além do prejuízo de substâncias nocivas, engorda. O outro não engorda mas traz uma carga muito grande também de substâncias nocivas. Não que o açúcar não faça mal, mas o outro também faz e ainda para dar mais sabor é acrescentado uma quantidade maior de sódio, o que poderá interferir na pressão arterial dependendo da quantidade ingerida e da saúde de quem bebe.

O mundo moderno trouxe muitas facilidades e muitas armadilhas. A leitura e a consulta com bons profissionais são fundamentais para que possamos viver bem e com saúde.

Dra. Ivani Manzzo

Health Coach & Exercise Physiologist

www.myclickcoach.com


Dra. Ivani Manzzo

Dra. Ivani Manzo é PhD em Ciências pela Escola Paulista de Medicina UNIFESP - EPM com ênfase em obesidade, gestação e exercício. Lecionou em Universidades por mais de 20 anos e há 10 anos auxilia as pessoas a terem mais saúde e qualidade de vida, prescrevendo exercícios e orientando a alimentação. Atualmente reside nos Estados Unidos, onde trabalha e ministra palestras. Devido   a sua ajuda especialmente a comunidade brasileira, teve seu trabalho reconhecido sendo premiada como Notável da Flórida do ano de 2016. 

Leia mais aqui

Artigos Recentes
Arquivo
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • YouTube Classic
Entre em Contato