My Click Coach Miami
My Click Coach Brasil

Seja um assinante e receba gratuitamente nossas dicas e informações.

ADOLESCENTE FICA CEGO DEPOIS DE COMER PRINGLES, PÃO BRANCO E BATATA FRITA.

 Comer uma dieta de batatas fritas, Pringles e pão branco foi suficiente para fazer um adolescente perder a visão, de acordo com um estudo de caso publicado em uma revista médica.
Cientistas da Universidade de Bristol examinaram o caso de um paciente jovem cuja alimentação extremamente exigente levou à cegueira e alertou sobre os perigos de uma dieta pobre.
O paciente não identificado disse aos médicos que só havia comido batatas fritas na loja de peixe e batatas fritas, batatas fritas Pringles, pão branco, fatias de presunto e linguiça processados ​​desde o ensino fundamental, e ele evitava alimentos com certas texturas. Ele visitou um médico pela primeira vez aos 14 anos, reclamando de cansaço, de acordo com um relatório de caso publicado no Annals of Internal Medicine na segunda-feira.
Ele não estava tomando nenhum medicamento, tinha IMC e altura normais e não mostrava sinais visíveis de desnutrição.
Os médicos descobriram baixos níveis de vitamina B12 e anemia, tratando o paciente com injeções de vitamina B12 e oferecendo conselhos dietéticos.
Um ano depois, havia sinais de perda auditiva e sintomas visuais, mas os médicos não encontraram a causa.

A dieta extrema do paciente levou à neuropatia óptica nutricional.
Sua visão piorou até o ponto cego aos 17 anos de idade, e os médicos identificaram deficiência de vitamina B12, baixos níveis de cobre e selênio, alto nível de zinco, nível reduzido de vitamina D e densidade óssea, de acordo com um comunicado da Universidade de Bristol.
Nessa fase, os danos à visão eram permanentes.
Pesquisadores da Bristol Medical School e do Bristol Eye Hospital examinaram o caso e concluíram que o paciente sofria de neuropatia óptica nutricional, uma disfunção do nervo óptico.
Nos países desenvolvidos, é causada principalmente por problemas intestinais ou medicamentos que interferem na absorção de nutrientes, e raramente é causada inteiramente por uma dieta pobre, porque os alimentos estão prontamente disponíveis.
Em alguns lugares, a desnutrição causada pela pobreza, guerra e seca está ligada a taxas mais altas de neuropatia óptica nutricional, de acordo com um comunicado.


Fast food pode contribuir para depressão adolescente, diz estudo
A condição é reversível se tratada precocemente, mas pode levar à cegueira se nenhuma ação for tomada.
"Nossa visão tem um impacto tão grande na qualidade de vida, educação, emprego, interações sociais e saúde mental", disse a principal autora do estudo, Denize Atan, oftalmologista da Bristol Medical School e do Bristol Eye Hospital.
"Este caso destaca o impacto da dieta na saúde visual e física, e o fato de que a ingestão de calorias e o IMC não são indicadores confiáveis ​​do estado nutricional".
Os pesquisadores dizem que dieta pobre e ingestão reduzida de minerais causaram perda de visão nesse caso, e alertam que a neuropatia óptica nutricional pode se tornar mais comum devido ao consumo de junk food.
Eles também alertaram os veganos para garantir a suplementação de vitamina B12 para evitar deficiências.
Para evitar casos semelhantes, os médicos devem perguntar aos pacientes sobre sua história alimentar como parte de exames clínicos de rotina, disseram os pesquisadores.
Exemplo extremo
Tom Sanders, professor de nutrição e dietética do King's College London, criticou o relato de caso, dizendo que ele se baseava na lembrança do paciente de seus hábitos alimentares e não levava em consideração outras explicações possíveis para a doença, incluindo defeitos genéticos ou exposições ambientais.
 

Cortar cerca de 300 calorias por dia pode beneficiar seu coração, segundo estudo
"A deficiência de vitamina B12 pode causar neuropatia óptica, mas é muito incomum encontrar deficiência alimentar quando produtos de origem animal são consumidos, como presunto e linguiça, que são fontes significativas da vitamina B12", disse ele ao Science Media Center, em Londres.
Gary Frost, professor de nutrição e dietética do Imperial College de Londres, que não participou da pesquisa, disse à CNN que é incrivelmente raro alguém no Reino Unido ter uma dieta tão limitada que resulta em deficiências de micronutrientes.
"Embora seja um exemplo extremo, destaca a importância de ter uma dieta ampla e variada para garantir que você obtenha o perfil de nutrientes e micronutrientes necessários para o desenvolvimento saudável", disse Frost.
Essas deficiências se tornam mais prováveis ​​quanto mais limitada a escolha dos alimentos, acrescentou.
"Comer muito é muito comum em crianças pequenas e, em casos extremos, pode levar a uma escolha muito limitada de alimentos", disse Frost.
"Há uma necessidade de captar problemas alimentares como esses o mais cedo possível, para que o problema de texturas e gostos limitados possa ser resolvido".

 

Texto traduzido : https://www.cnn.com/2019/09/03/health/poor-diet-blindness-scli-intl/index.html

Please reload

Dra. Ivani Manzzo

Dra. Ivani Manzo é PhD em Ciências pela Escola Paulista de Medicina UNIFESP - EPM com ênfase em obesidade, gestação e exercício. Lecionou em Universidades por mais de 20 anos e há 10 anos auxilia as pessoas a terem mais saúde e qualidade de vida, prescrevendo exercícios e orientando a alimentação. Atualmente reside nos Estados Unidos, onde trabalha e ministra palestras. Devido   a sua ajuda especialmente a comunidade brasileira, teve seu trabalho reconhecido sendo premiada como Notável da Flórida do ano de 2016. 

Leia mais aqui

Artigos Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload