My Click Coach Miami
My Click Coach Brasil

Seja um assinante e receba gratuitamente nossas dicas e informações.

O exercício pode ajudar na diminuição do apetite?

 

 

A luta contra a obesidade parece não ter fim. A ciência caminha à passos largos, mas parece que nunca alcança a solução. Muitas pessoas atribuem a obesidade a problemas hormonais, porém apenas 2% da obesidade mundial é devida a esse fator. Os 98% restantes têm como causa um conjunto de fatores. Sedentarismo, alta ingestão de calorias e compulsão alimentar estão entre os principais motivos.

 

O trabalho de conscientização sobre a alimentação correta e pela prática de exercícios físicos está sendo feito por inúmeros pesquisadores, professores, médicos e nutricionistas. O exercício, em especial, tem se mostrado um grande aliado não só no aumento do gasto energético e melhora no funcionamento do organismo, como também no controle do apetite.

 

Talvez o mais difícil para aqueles que desejam combater a obesidade seja controlar a vontade de comer, e de comer o que engorda! Há sem dúvida um vício em alimentos ricos em gorduras. É mesmo muito difícil porque mexe com o humor e com o bem-estar. A abstinência não é simples de ser vencida.

 

Alguns estudos, porém, têm mostrado que os exercícios podem também auxiliar nesse ponto. Hoje é bem determinado que os exercícios podem agir sobre o apetite e ingestão alimentar. Apenas uma sessão de exercício já é capaz de alterar a produção de hormônios que atuam do gasto energético. E, sabe-se também que exercícios de alta intensidade podem influenciar na diminuição do apetite mais que exercícios moderados e leves. Isso ocorre com mais intensidade nas primeiras horas após o treino.

Contudo, estudos mais antigos mostraram também que os exercícios moderados e leves praticados por indivíduos obesos podem agir como “licença para comer”. Unindo essas informações encontramos um ponto de difícil solução. As pessoas obesas têm dificuldade em fazer exercícios de alta intensidade, que são aqueles que diminuem o apetite. Por outro lado, os exercícios moderados e leves podem ser encarados como “licença para comer”.

 

A saída para esse impasse é paciência e determinação. Reeducação alimentar bem orientada, programa de exercícios individualizado com acompanhamento. O problema não será resolvido em semanas e sim em alguns meses. A obesidade é uma síndrome multifatorial e a solução está em um trabalho envolvendo diferentes especialidades.

 

Acredito que o mais importante seja o desejo da própria pessoa. Ela tem que querer e entender a necessidade de cura. Sim cura, obesidade é uma doença e não uma questão estética.

Please reload

Dra. Ivani Manzzo

Dra. Ivani Manzo é PhD em Ciências pela Escola Paulista de Medicina UNIFESP - EPM com ênfase em obesidade, gestação e exercício. Lecionou em Universidades por mais de 20 anos e há 10 anos auxilia as pessoas a terem mais saúde e qualidade de vida, prescrevendo exercícios e orientando a alimentação. Atualmente reside nos Estados Unidos, onde trabalha e ministra palestras. Devido   a sua ajuda especialmente a comunidade brasileira, teve seu trabalho reconhecido sendo premiada como Notável da Flórida do ano de 2016. 

Leia mais aqui

Artigos Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • YouTube Classic
Entre em Contato

©2015 by My Click Coach LLC

Criado e desenvolvido por Patricia Retamero Alves