My Click Coach Miami
My Click Coach Brasil

Seja um assinante e receba gratuitamente nossas dicas e informações.

Mitos e crenças sobre exercícios durante a gestação

 

A gestação ainda envolve muitas dúvidas e isso é normal. A ciência não para de descobrir mais e mais detalhes, trazendo novas permissões e novas proibições. Houve um tempo no qual a gestante deveria permanecer em repouso mesmo sem a existência de problemas. Era mesmo tratada como doença. Hoje já não é assim, porém muitas dúvidas e mitos permanecem.

Os estudos sobre gestação e exercício se iniciaram por um motivo não muito nobre. Na verdade, era para se determinar o quanto seria seguro uma gestante trabalhar, qual o tipo de trabalho e até que momento da gestação isso seria seguro. Nobre ou não os resultados foram ótimos. Hoje se sabe que os exercícios durante a gestação são seguros e extremamente benéficos para a mãe e para o bebê.

Na minha opinião, o que necessita ainda ser desmistificado é que os exercícios podem causar aborto. Em uma gestação normal isso não irá ocorrer, mas é importante salientar que a gestação tem que ser normal, saudável e quem faz essa determinação é o médico que a acompanha no pré-natal. Os exames rotineiros e mensais são importantes para a determinação da possibilidade de a gestante fazer os exercícios. Mas, qual tipo de exercício, qual intensidade e volume quem determina é o profissional que trabalha com exercícios. Para isso, a gestante deve ser assistida por um personal trainer que tenha estudado a fisiologia da gestação e que saiba avaliar a sua cliente. A gestante por sua vez deverá conhecer quais são os sinais e sintomas para que ela pare uma sessão de exercícios ou mesmo que nem inicie essa sessão. Quem ensina tudo isso é o personal trainer especializado.

Qual a melhor alimentação e os melhores exercícios durante a gestação?

 

Mas voltando ao ponto de que exercícios não causam aborto a explicação é até simples. Uma mulher que não seja treinada não irá conseguir fazer exercícios exaustivos por muito tempo a ponto de causar aborto. Uma mulher treinada, por sua vez, já tem as adaptações necessárias e o exercício não será uma sobrecarga tão grande. Contudo uma das regras para que uma gestante faça exercícios durante esse período é que nunca se deve ter o objetivo de aumentar o desempenho ou visar uma competição. A gestante fará o que já está apta a fazer e ainda com uma diminuição da carga. Os exercícios para gestante devem ser prescritos de forma individualizada, isso irá garantir a segurança da mamãe e do bebê.

Outro ponto que pode apresentar muitas dúvidas é com relação a alimentação. O que mais se ouve é que a gestante deve se alimentar por dois. Mas, se pensarmos no início da gestação o feto é muito pequeno e o seu consumo é mínimo. Ao final da gestação o consumo aumenta sim, mas não tanto quanto as pessoas imaginam, nunca o dobro. O aumento calórico médio para uma gestante é de 300 calorias que devem ser distribuídas entre os macronutrientes (proteínas, carboidratos e lipídeos). E, mais uma vez, que faz essa distribuição calórica e a avaliação é um nutricionista.

A gestação é um momento no qual muito se fala e pouco tem fundamento. Buscar profissionais para que essas e outras dúvidas possam ser sanadas é a melhor opção.

Please reload

Dra. Ivani Manzzo

Dra. Ivani Manzo é PhD em Ciências pela Escola Paulista de Medicina UNIFESP - EPM com ênfase em obesidade, gestação e exercício. Lecionou em Universidades por mais de 20 anos e há 10 anos auxilia as pessoas a terem mais saúde e qualidade de vida, prescrevendo exercícios e orientando a alimentação. Atualmente reside nos Estados Unidos, onde trabalha e ministra palestras. Devido   a sua ajuda especialmente a comunidade brasileira, teve seu trabalho reconhecido sendo premiada como Notável da Flórida do ano de 2016. 

Leia mais aqui

Artigos Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • YouTube Classic
Entre em Contato

©2015 by My Click Coach LLC

Criado e desenvolvido por Patricia Retamero Alves