My Click Coach Miami
My Click Coach Brasil

Seja um assinante e receba gratuitamente nossas dicas e informações.

O VERDADEIRO SIGNIFICADO DOS ARTIGOS CIENTÍFICOS

 

Ontem quando escrevi a respeito dos modismos da alimentação, prometi que iria falar sobre os artigos científicos. Gostaria de esclarecer que não sou contra, muito pelo contrário. Eu tenho o hábito de fazer buscas em sites onde são publicados, porque é assim que me mantenho atualizada e é assim que continuo estudando. Porém, são necessários alguns esclarecimentos.

 

 

O que é na verdade um artigo científico? É um texto escrito por um ou mais pesquisadores e que relata um procedimento para verificação de uma hipótese. Nele deve estar descrito, a base de conhecimento que justifique a hipótese considerada, a metodologia dos experimentos e/ou pesquisa na literatura, os resultados obtidos, a análise estatística dos resultados e as conclusões que os autores chegaram a partir dos resultados e em comparação com os conhecimentos de base.

 

 

Simples assim. Mas, como interpretar o que está escrito é um pouco diferente. Talvez fique mais claro se eu der um exemplo. Uma parte do meu trabalho consiste em dar assessoria aos profissionais da área do exercício e esporte. Muitos são meus ex-alunos e foi com um deles que esse exemplo ocorreu. Esse aluno, me enviou um link de um site, onde havia um texto escrito pelo autor do site e tinha como referência o seguinte artigo: Paoli, A., G. Marcolin, and N. Petrone, The effect of stance width on the electromyographical activity of eight superficial thigh muscles during back squat with different bar loads. J Strength Cond Res, 2009. 23(1): p. 246-50. O artigo fala sobre exercício de agachamento “sumo” e ativação de músculos envolvidos, como por exemplo o m. glúteo máximo. (Agachamento sumo é aquele que se abaixa totalmente).

 

 

No site havia uma análise do artigo e nela estava escrito que apenas o m. glúteo máximo apresentou uma maior ativação quando o agachamento sumô foi feito com 70% da carga máxima. Sabem o que isso significa? Significa que todos que lerem esse site vão sair dizendo que para ativar o m. glúteo máximo deve ser feito agachamento sumô com 70% da carga máxima. E isso NÃO está escrito no artigo original! E um detalhe, não são todas as pessoas que podem fazer esse tipo de agachamento.

No artigo temos muitos mais dados que devem ser levados em conta. Vamos analisar: o grupo estudado era de atletas de levantamento de peso. As análises foram feitas com 0; 30 e 70% da carga máxima e com duas posições diferentes de abertura de pernas. O artigo relata que houve diferença significante (após aplicar a estatística) apenas quando comparados os agachamentos com 0 e 70% da carga máxima. Isso quer dizer que os resultados mostram que trabalhar com 30 ou 70% não apresenta diferença na ativação do músculo. E o mais importante isso só é valido para ATLETAS LEVANTADORES DE PESO, pois foi o grupo estudado.

 

 

Isso quer dizer que a interpretação dos resultados foi totalmente errada e passada para frente de forma errada...muito perigoso isso. Outro ponto que se deve entender é que os artigos científicos são uma “moeda” para os pesquisadores. Isso mesmo, tem um valor muito grande porque é dessa forma que eles são avaliados pelos órgãos governamentais que sustentam as pesquisas. Isso quer dizer que o número de pesquisadores que não reportam todos os dados para que seu artigo seja aceito é muito grande. Analisar a revista em que foi publicada, quem são os autores e fazer uma análise criteriosa é obrigação do leitor. Simplesmente repassar as informações, omitindo dados importantes e com análises tendenciosas é uma temeridade.

 

 

Então o que fazer? Temos muitas saídas. Uma e a principal é estudar. Mas pode-se também perguntar para quem entende do assunto, buscar outros artigos similares etc. A minha dica é: livros e artigos de revisão. Eu não disse que não era para ler artigos, mas também ter bons livros, pois neles está escrito o que já foi estabelecido pelas pesquisas e artigos de revisão, nos quais os autores já fizeram o trabalho de ler vários artigos e juntá-los em um só para nossa análise.

O conselho é, muito cuidado com os modismos e com as receitas fáceis. Na maioria das vezes não é verdade.

 

Dra. Ivani Manzzo

Exercise Physiologist & Health Coach

www.myclickcoach.com

Please reload

Dra. Ivani Manzzo

Dra. Ivani Manzo é PhD em Ciências pela Escola Paulista de Medicina UNIFESP - EPM com ênfase em obesidade, gestação e exercício. Lecionou em Universidades por mais de 20 anos e há 10 anos auxilia as pessoas a terem mais saúde e qualidade de vida, prescrevendo exercícios e orientando a alimentação. Atualmente reside nos Estados Unidos, onde trabalha e ministra palestras. Devido   a sua ajuda especialmente a comunidade brasileira, teve seu trabalho reconhecido sendo premiada como Notável da Flórida do ano de 2016. 

Leia mais aqui

Artigos Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload