My Click Coach Miami
My Click Coach Brasil

Seja um assinante e receba gratuitamente nossas dicas e informações.

SUPLEMENTAÇÃO COM CREATINA, ISSO FUNCIONA?

 

Mais uma vez estamos falando de suplementação. Tenho certeza que os meus alunos estiverem lendo este post, irão dizer: ” já sei que a Ivani é contra! ” Mas mesmo assim, gostaria que continuasse lendo. Sim sou contra, mas não basta ser contra apenas, tenho que me justificar. E é isso que vou tentar fazer agora.

Em primeiro lugar gostaria de explicar um pouco a função da creatina na produção de energia no nosso corpo. Basicamente existem duas formas de produção de ATP, a nossa moeda energética. Isso quer dizer o seguinte. Quando nos alimentamos, estamos colocando combustível em nosso corpo, mas ele não está pronto para ser usado. É necessário transferir a energia desses combustíveis, os alimentos, para um tipo de substância que nós sabemos usar. Essa substância é o ATP, na verdade é o nome de uma molécula, mas isso não interfere no entendimento. Para fazermos o ATP podemos ou não usar o oxigênio. Se não usarmos falamos em metabolismo anaeróbio e se usarmos falamos em metabolismo aeróbio.

Uma das formas de se fazer ATP sem oxigênio usa a creatina. Creatina existe nos alimentos e nós também produzimos. Essa forma de se fazer ATP é considerada imediata, ou seja, é a forma mais rápida de se iniciar a produção de ATP. Ela é usada sempre que precisamos aumentar a quantidade de ATP produzido, imediatamente. Porém, ela tem um fator limitante, sua duração é muito curta. Isso quer dizer que logo temos que usar outra forma de produção porque essa se esgota rapidamente. E fazemos isso muito bem.

Precisamos nos aprofundar um pouco mais nesse assunto. As vias de produção de ATP por meio da creatina sempre serão de curta duração. Isso quer dizer que mesmo que a pessoa se encha de creatina a sua duração não vai mudar. Isso nos leva a pensar que seu efeito ergogênico (efeito de melhoria de desempenho) está realmente ligada a atividades que requeiram explosão. Assim, pessoas que gostam de correr para manter a condição cardiorrespiratória, sem visar competições podem estar ingerindo sem a menor necessidade.

Mas, continuando a falar sobre as vias que usam a creatina. Quando a quantidade de creatina está aumentada dentro da célula, apenas isso não resolve nada. A creatina participa de uma reação química com pelo menos mais dois componentes. Se esses componentes não estiverem aumentados também, não haverá resultados positivos com relação a suplementação. Explicando melhor. Se você quer fazer uma quadrilha em uma festa junina, e nela quer forma casais de meninos e meninas, não adianta nada aumentar apenas o número de meninos. Você tem que aumentar o número de meninas também, certo? Ocorre o mesmo se você apenas ingerir o suplemento de creatina e não treinar adequadamente. Isso porque o que promove o aumento da outra substância importante a que me refiro, é o treino BEM feito. E eu estou falando da enzima que acelera essa reação química. Esta é minha primeira consideração.

Outro ponto que gosto de salientar é que muitos artigos trazem como resultado da suplementação com creatina, um prejuízo renal, ou seja lesão renal. Claro que não são todos os artigos que indicam isso, mas também não foram todos que avaliaram as funções renais após a suplementação. Para mim, apenas o fato de saber que pode ocorrer lesão renal, já é um fato bem forte e claro da sua contraindicação.

E por último, gostaria de comentar sobre a padronização dos estudos. O que quero dizer com isso é que, na maioria, se não em todos os estudos com suplementação, não há uma padronização da nutrição dos grupos. Explicando melhor. Vamos supor que temos dois grupos de pessoas, ambos treinando igual, da mesma idade, mesmo sexo e de pessoas que nunca treinaram. Um grupo recebe suplemento de creatina e o outro grupo placebo. Placebo é algo que não contém nada que possa atuar no organismo. Os dois grupos treinam pelo mesmo período, no mesmo local, nas mesmas condições de volume, intensidade e frequência. Tudo igual. Após três meses vamos analisar os resultados e claro o grupo que recebeu suplemento mostrou um aumento no desempenho. Pronto, o artigo será publicado relatando que naquelas condições a creatina mostrou ser eficaz na melhoria do desempenho. Mas, na minha opinião esqueceram de algo absurdamente importante. Avaliar o estado nutricional de todos os participantes e acompanhar a dieta durante os três meses. Se os dois grupos tiverem uma alimentação inadequada, o que é muito comum porque muita gente se alimenta errado, claro que quem recebeu a creatina terá mais nutrientes disponíveis. E claro a resposta ao treino será melhor. Mas a pergunta que eu faço é: o efeito foi da creatina? Ou ninguém estava com a alimentação correta incialmente e o acréscimo de mais nutrientes ajudou?

Acredito que fazer uma análise de artigos científicos com mais critérios, ou critérios diferentes, possa ajudar a entender o que está acontecendo com a indústria dos suplementos.

Seguem alguns artigos para quem desejar comprovação.

 

How the use of creatine supplements can elevate serum creatinine in the absence of underlying kidney pathology. BMJ Case Rep. 2014 Sep 19;2014. pii: bcr2014204754. doi: 10.1136/bcr-2014-204754.

 

[Considerations when using creatinine as a measure of kidney function]. Ned Tijdschr Geneeskd. 2013;157(38):A6230

 

[Impaired renal function: be aware of exogenous factors]. [Ned Tijdschr Geneeskd. 2013] Curr Sports Med Rep. 2013 Jul-Aug;12(4):240-4. doi: 10.1249/JSR.0b013e31829cdff2

 

[Impaired renal function: be aware of exogenous factors]. Ned Tijdschr Geneeskd. 2013;157(24):A5944.

Please reload

Dra. Ivani Manzzo

Dra. Ivani Manzo é PhD em Ciências pela Escola Paulista de Medicina UNIFESP - EPM com ênfase em obesidade, gestação e exercício. Lecionou em Universidades por mais de 20 anos e há 10 anos auxilia as pessoas a terem mais saúde e qualidade de vida, prescrevendo exercícios e orientando a alimentação. Atualmente reside nos Estados Unidos, onde trabalha e ministra palestras. Devido   a sua ajuda especialmente a comunidade brasileira, teve seu trabalho reconhecido sendo premiada como Notável da Flórida do ano de 2016. 

Leia mais aqui

Artigos Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload